António Milheiro

Clareza Do Propósito De Vida

Índice do Artigo

(Tempo de Leitura: 7 minutos)

Todos nós temos desejos e ambições altas para as nossas vidas, queremos aproveitar, preferencialmente, da melhor forma todos os dias que temos à nossa frente para viver! Mas por que razão será que tão poucos tem, de facto, sucesso e conseguem atingir esses níveis que tanto almejam?

Uma história

Vou contar-te uma história de alguém que tinha tudo para alcançar esse tão sonhado nível do sucesso. Tratava-se de um excelente administrador de empresas que me procurou ainda nos tempos em que eu ensinava “Hipno-gestão” e Hipnose (como usar a auto-hipnose para gestão mental. Ele administrava clínicas dos filhos que eram médicos. Ele sentia que se esforçava muito, mas não chegava aos seus objetivos mais importantes, uma sensação de quem conduz um carro potente, com muita aceleração, mas sem sair do lugar e que fica a patinar, como acontece com os carros quando estão em inspeção obrigatória em cima dos rolos para verificar suspensão e sistemas de travagem. Apesar desta sensação ter acontecido com ele, não tenho dúvidas que se trata de uma situação que ocorre muito no dia a dia com uma generalidade de pessoas.

Ele desabafou: “Professor Milheiro, estou numa situação que não é exatamente a que eu imaginava no meu dia a dia. A minha rotina diária não é bem a que eu gostaria de ter, nem o meu trabalho, nem o meu corpo, e enfim, dou comigo no cotidiano a devorar cigarros, isto é, fumo demasiado! Vejo que todas as áreas da minha vida precisam melhorar muito para eu ficar satisfeito e me sentir realizado”.

Perguntei-lhe se sabia dizer-me qual era o seu propósito de vida? Respondeu-me que sabia claramente! Respondeu-me: “Eu quero especializar-me e ser administrador de renome de clínicas privadas, quero ficar rico, quero viajar para o estrangeiro, pelo menos duas vezes por ano, quero comprar um mercedes série 300, quero construir uma moradia incrível em frente ao mar, quero viver e trabalhar viajando, quero ter saúde, quero deixar de fumar e quero também emagrecer uns quilos!” Resumindo, ele disse me queria viajar e ficar rico!

Respondi-lhe que de tudo que ele me disse que queria, viajar seria uma paixão e que ficar rico um objetivo e nada do que me havia falado seria um propósito de vida!  Ele ficou surpreendido e respondeu-me que sempre achara que aquilo era o seu propósito de vida. Então rendeu-se e aceitou que não tinha a menor ideia do que fosse realmente o seu propósito de vida.

Pedi-lhe que me deixasse fazer-lhe uma outra pergunta:  – “Sabes realmente o que queres na tua vida?” perguntei-lhe eu. Ele achou a questão realmente bastante interessante. Retorqui-lhe que acreditava que poucos reclamariam de ter tudo aquilo que ele mencionara querer na vida dele. Mas qual seria o seu real propósito de vida? Lembrei-lhe que ele só me falara de uma paixão que era viajar e de um objetivo que era ficar rico. Mas qual era o seu propósito de vida? Como ele iria gerar valor para o mundo? Finalizei dizendo-lhe então, que se ele não sabia como gerar valor, como pretenderia receber valor?

Ele insistia que era esforçado ao máximo em tudo o que fazia, além de competente! Retorqui-lhe: Sim e depois? Ficou confuso, e insistiu que fora sempre muito prático, e que pensava que propósito de vida era algo bonito, que algumas pessoas especiais tinham, mas que não fosse essencial. Ainda insistia que naturalmente era melhor ser esforçado do que não ser.

Esclareci-o que todo o esforço aplicado numa situação ou pressuposto errado pode ser considerado desperdício. Perguntei-lhe então se não seria a sensação de estar a desperdiçar a sua energia dia após dia que o estaria a incomodar?

Três conceitos que não deves confundir

Este tipo de diálogo é mais frequente do que se possa imaginar! Tão frequente que talvez tu, inclusive, tenhas-te sentido na situação daquele meu amigo.

Geralmente focamo-nos nos nossos objetivos que temos em mente e até planeado e pensamos que essa clareza é suficiente. Mas acredita que não é suficiente. E isso porque infelizmente, a grande maioria confunde estas três expressões:

  1. Propósito de vida,
  2. Objetivos de vida, e
  3. Paixão.

Pode parecer que a diferença entre elas é mínima, ou que afinal é tudo a mesma coisa, pois estamos a falar tão somente de palavras, não é verdade? Mas não!

Por causa desta confusão, se perde a oportunidade de realmente gerar valor.

E porque gerar valor?

Porque a única fórmula garantida de criar sucesso, se é que existe uma receita, uma fórmula propriamente dita, é GERAR VALOR.

Não há como obter sucesso em qualquer área da Vida, gerar impacto, crescer, viver em abundância, sem gerar valor. A maior causa de angústia nas pessoas é investir a sua energia nas coisas erradas. Esforçar-se e não ver qualquer resultado daquilo que era esperado, é um sinal claro de que é isso o que está a acontecer. Ter um propósito de vida não é algo do campo da metafísica, ou da lei da atração, ou mesmo do mundo místico. Ter um propósito de vida é aquilo que te fará colocar a tua energia com um único objetivo: GERAR VALOR. E tão somente quem gera valor, tem a possibilidade de receber a sua devida parcela de valor em contrapartida, segundo a lei universal do retorno. Desconheceres o teu propósito de vida significará esperares ou apostares em algo metafísico, ou da lei da atração, ou místico ou até mítico para acreditares que perseguir os teus objetivos de vida e viver a tua paixão te trará prosperidade, abundância e SUCESSO! Isto acontece, pelas leis do Universo, exatamente ao contrário!

– Considera, então para as distinções entre estes conceitos, que:

Paixão

Paixão é algo que te envolve, que te deixa feliz, dependente e entusiasmado. Mas pela própria definição da palavra, é algo temporário.

A paixão vem sempre com muita intensidade, mas se não for sustentada por algo maior, sublime, como um propósito, tende a morrer. Isto é válido para qualquer situação da Vida, como seja para um projeto, para uma profissão, para uma aptidão nata, para um relacionamento, para um objetivo. Tanto assim é que muitas pessoas que tem uma paixão, acham que o mundo ideal seria trabalhar naquilo que é a sua paixão. Mas quando começam e sentem que a paixão virou trabalho árduo; a paixão deixa logo de ser tão apaixonante assim e perdem o entusiasmo!

E a principal questão é que geralmente quem quer fazer apenas aquilo em que acredita ter paixão é uma pessoa iludida.

Pessoas de sucesso fazem inclusive o que não lhes dá paixão, porque sabem o quão é importante fazer, sabem que essas coisas têm de ser feitas, que existe algo maior por detrás das iniciativas e das ações para além da sua ‘paixoneta’. São pessoas assim que conseguem ir avante, perseverar e atingir resultados grandiosos, até à excelência. Os que só fazem aquilo porque têm paixão costumam parar nas primeiras dificuldades ou então quando a paixão diminuir e por fim passar eles abandonam aquilo que clamavam ser seus sonhos.

Objectivo de Vida

É tudo aquilo que tu mais queres alcançar ou atingir na tua vida. Tem muita relação com os teus desejos e com o teu nível de ambição. É aquilo que, quando tu te projetas no futuro, queres alcançar, como por exemplo, ganhar dinheiro, comprar um carro, fazer uma viagem, emagrecer, ser promovido, criar uma empresa, casar, constituir uma família ou teres uma casa. Acima de tudo um objetivo é algo que é importante para ti e eventualmente para a tua família.

E a principal questão, além de ser de alguma forma egoísta só pensar nos teus objetivos, o ponto crucial é que é impossível tu atingires objetivos verdadeiramente grandiosos sem gerares valor, sem incluíres outras pessoas. Por exemplo: “Quero ficar rico”. Ótimo, mas por que razão as outras pessoas vão te entregar o dinheiro delas sem sentirem ou terem a garantia de que é bem empregue, que receberão de ti valor…, o que tu farás por elas?

É precisamente aí que entra o propósito de vida.

Propósito de Vida

Enquanto que os teus objetivos são em relação a ti mesmo, o teu propósito de vida é em relação a algo que tu farás pelos outros, um legado que deixarás, algo que as ajudará a sentirem-se e a serem melhores.

Que tipo de transformação a tua existência provoca ao mundo? O processo para identificar o teu propósito de vida não é algo assim tão simples e trivial, mas ao conquistares essa clareza tu identificarás qual é o teu talento único e individual que o mundo aguarda ansiosamente receber para te recompensar com significado, abundância e reconhecimento. E esse teu talento único e individual é aquilo que tu tens o dever de desenvolver, ao máximo, e de colocar ao serviço dos outros para que o mundo beneficie com a tua existência!

Só assim defino propósito de vida. Ter um propósito de vida traz uma causa maior, algo que tu defendas, se preciso com a própria vida, algo com que contribuas para a humanidade, que acresça ao mundo valor e que traga um enorme senso de propósito, de direcionamento, enquanto adiciona naturalmente significado e sentido às coisas mais simples da tua vida. Tu sabes que estás vivendo e exercendo o teu propósito de vida quando recebes energia ao fazer as coisas. Aquilo simplesmente te energiza. E é exatamente a falta disso que faz muitas pessoas começarem vários projetos e pararem pelo meio do caminho. A energia da motivação acaba e não há nada que as volte a energizar. Afinal, não há um propósito claro de existência.

Há uma quantidade enorme de genialidade sendo desperdiçada neste exato momento no Mundo, simplesmente porque a maioria das pessoas vivem correndo atrás delas próprias, das suas ilusões, numa autêntica “corrida dos ratos”. Buscam e sonham com os seus objetivos, sem se aperceberem que nunca os atingirão sem gerar valor, sem ter a clareza de qual é o seu propósito de vida, sem desenvolverem suas capacidades natas, agirem com elas para criarem valor e colocarem esse valor ao serviço dos outros, em primeiro lugar, isto é, deixarem um legado que faça o Mundo ser melhor que antes.

A minha intenção não é sequer em relação aos benefícios disso para ti e para a tua vida, que serão óbvios. Sem dúvida que para ti seria uma perda te privares de uma vida com propósito de vida, de viveres com mais significado e abundância, de colocares todo o teu potencial em ação e te sentires realizado. Mas seria uma perda ainda maior para o mundo, não o fazeres de todo! Há tantas coisas no mundo que podem melhorar, tantas mesmo! Coisas que estão aguardando pela intervenção de cada um de nós usando o potencial com que nascemos. Nenhuma capacidade ou talento foi dado a cada ser humano à toa e arbitrariamente! Certamente há por detrás de cada um o sentido de possibilidade e necessidade de engrandecer a vida no nosso Planeta.  Que tal fazeres a tua parte e aproveitares os benefícios disso? Com um propósito de vida claro tu irás mudar necessariamente, e o mundo também e garantidamente para melhor.

Que tal dares um passo firme e decidido em direção a uma vida com propósito neste exato momento?

A importância de ter clareza do seu propósito de vida deve ser a tua prioridade, bem assim com descobrir e desenvolver o(s) teu(s) talento(s) e o(s) e agir em conformidade para o(s) colocar ao serviço do Mundo.

O quão distante estás do teu propósito de vida neste exato instante?

Não percas a oportunidade de viver uma vida de impacto, significado e propósito!

E o que é uma vida de impacto, significado e propósito? E como posso tê-la? Por certo que só empreendendo, criando valor poderás alcançar isso!

Se queres saber como viveres uma vida de Alta Performance e atingires a Excelência eu posso ajudar-te.

Gostaste deste artigo? Partilha!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Pensamos que poderás gostar destes Artigos Relacionados com o que acabaste de ver!